Desporto

Rampa Serra da Estrela homenageia Paulo Ramalho

Piloto morreu em outubro de 2018


A Rampa Serra da Estrela, que se disputará no próximo fim de semana, na Covilhã, vai homenagear Paulo Ramalho, o bicampeão nacional que morreu em outubro do ano passado. Esta trata-se da quarta prova e assinala a primeira metade do Campeonato Nacional de Montanha JC Group 2019.

Tudo se conjuga para que esta edição da Rampa Serra da Estrela, organizada pelo CAMI Motorsport em parceria com o Município da Covilhã, seja uma das mais participadas de sempre, já que é pontuável para o Campeonato de Portugal de Clássicos de Montanha, Taça de Portugal de Clássicos de Montanha e para a Taça de Portugal de Montanha 1300.

A prova ocupa um lugar importante na história das rampas em Portugal, visto que no seu quadro de vencedores constam alguns dos principais pilotos do Campeonato de Portugal de Montanha, mas igualmente nomes sonantes a nível europeu, como os italianos Mauro Nesti, Franz Tschager ou Simone Faggioli, e o espanhol Andrés Vilariño.

Este ano, o Campeonato de Portugal de Montanha é liderado por João Fonseca, campeão nacional em 2015 e que atualmente representa as cores do Sporting Clube da Covilhã, de onde é também um piloto em crescente ascensão, Flávio Sainhas, que esta época está a dar cartas, com uma excelente exibição na anterior prova, a Rampa de Santa Marta, que se disputou no Douro Vinhateiro, em Santa Marta de Penaguião, no distrito de Vila Real.

O policiamento estará a cargo da GNR da Covilhã e do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da Guarda Nacional Republicana, com as operações de socorro sob a responsabilidade dos Bombeiros Voluntários da Covilhã.

Elevar o nível da rampa

Para 2019, a organização do CAMI Motorsport fez questão de se associar às homenagens que têm sido feitas ao saudoso Paulo Ramalho, antigo bicampeão nacional de Montanha que morreu em outubro do ano passado e cuja imagem surge no cartaz oficial da prova.

“O Paulo Ramalho era não só um enorme desportista e uma figura respeitada por todos, mas também um amigo de infância que recordo com muito carinho”, disse Nuno Loureiro, presidente daquele clube.

"Sei que ele gostava muito da Rampa Serra da Estrela, aliás como acontece com quase todos os pilotos que por aqui passaram e que normalmente colocam esta prova entre as suas preferidas, pela exigência do traçado, pela beleza da localização e pela mística da própria rampa, estando cientes em elevar ainda mais o nível da Rampa Serra da Estrela”, acrescentou.