Internacional

Mulher suspeita de matar filhas de dois anos

As bebés foram encontradas em paragem cardiorrespiratória

 

Tenia Campbell, norte-americana de 24 anos, está acusada do homicídio das filhas, Jasmine e Jaida, gémeas de dois anos. De acordo com a mãe da alegada assassina, que foi detida, citada pela ABC News, esta queria “suicidar-se e matar as bebés”.

A progenitora de Campbell telefonou às autoridades pelas 14:30 desta quinta-feira, explicando que a jovem tinha partilhado ideações suicidas. As menores foram encontradas numa caravana da família, num parque em Montauk, no estado de Nova Iorque, com a mãe. À comunicação social, a polícia adiantou que “as vidas das meninas terminaram da forma mais trágica possível”. Sabe-se que estavam em paragem cardiorrespiratória quando foram descobertas e que acabaram por perder a vida.

"Matei-as com as minhas próprias mãos" esclareceu Campbell em tribunal, esta sexta-feira, afirmando que "queria juntar-se a elas [filhas] no céu". Sublinhe-se que a filicida, que trabalha como empregada de limpeza, possui um histórico de distúrbios psicológicos: depressão, ansiedade e bipolaridade.

Segundo a comissária Geraldine Hart da Suffolk County Police, Campbell era, muitas das vezes, histérica. Por outro lado, uma vizinha, Aleshia Pike, disse que “a família era normalíssima e que as crianças eram felizes, não havia sinais de negligência e estavam sempre a sorrir”.  

O New York Post avançou que Campbell tem também um filho de quatro anos que está em segurança com o pai.