Sociedade

Bastonário dos Médicos diz que ‘estamos todos a trabalhar para o ministro Mário Centeno’

Bastonário dos Médicos alerta para “dificuldades na saúde” que já ultrapassaram “largamente a linha vermelha”.

Miguel Guimarães, bastonário dos Médicos, diz que há pouco tempo para reverter a situação do SNS e que “um país inteiro” está a trabalhar para o ministro das Finanças.

As declarações de Miguel Guimarães surgem em vésperas de uma semana de greve no setor da Saúde. Para o bastonário o cenário é de declínio do SNS, com médicos esgotados face à falta de condições.

"Estamos todos a trabalhar para o ministro Mário Centeno, que vai atingir os seus objetivos e indicadores, como a meta do défice. Mas estamos com estas dificuldades na saúde, que já ultrapassou largamente a linha vermelha. Temo que se nada for feito nos próximos meses, as pessoas já nem acreditem numa mudança", disse.

Miguel Guimarães, em entrevista à Lusa, reconhece que há mais médicos a trabalhar no SNS atualmente do que havia em 2015, mas destaca que "a força de trabalho não aumentou”.