Politica

Costa diz estar "desiludido" com resultados da Comissão Europeia e que acordo anterior "era melhor"

Costa afirma que este resultado é uma derrota e declara “que, por duas vezes, tivemos acordos concluídos que permitiam melhor resultado [inclusivamente o cargo de] presidente da Comissão Europeia”. 

Depois de se chegar a um consenso sobre que candidatos iriam ocupar os lugares de topo nas diversas instituições da EU, António Costa admite ter ficado “desiludido” com os resultados e destaca que o acordo anterior “era melhor”, citando o Notícias ao Minuto.

O primeiro-ministro lamenta que “as divisões internas do Partido Popular Europeu” tenham acabado com alguns acordos e destaca a “permeabilidade dos governos do PPE ao discurso dos países de Visegrado”, como um fator preocupante.

Por outro lado, Costa destaca pontos positivos dos resultados, como “o equilíbrio de género, o equilíbrio entre diferentes famílias políticas" e também, o facto de cada uma das pessoas mostrar ter uma experiência comprovada. 

Costa afirma que este resultado é uma derrota e declara “que, por duas vezes, tivemos acordos concluídos que permitiam melhor resultado [inclusivamente o cargo de] presidente da Comissão Europeia”. A alemã Ursula von der Leyen foi a indicada para a presidência da Comissão Europeia.