Sociedade

Defesa de Bruno de Carvalho alega mau estar de ex-dirigente leonino durante audiência

Apesar do advogado de Bruno de Carvalho afirmar que este se ausentou do tribunal por se ter sentido mal, o arguido mostrou-se bem disposto à saida


Bruno de Carvalho abandonou a sessão de tribunal que estava a decorrer no Campus de Justiça esta quarta-feira e que diz respeito à fase de instrução do processo do ataque à Academia de Alcochete.

Depois de uma pausa decretada pelo juiz Carlos Delca, o ex-dirigente leonino abandonou a sala e não regressou.  O advogado de Bruno de Carvalho justifica a ausência do seu cliente e declarou ao juiz que o seu cliente se "sentiu mal", o que impossibilitou a sua presença durante o terceiro testemunho. O advogado acrescentou ainda que "se for preciso" este poderia voltar.

Bruno de Carvalho apresentou-se de bom humor à saida do tribunal, o que fez os presentes estranhar a sua saída a meio da audiência.

No próximo dia 10 de julho irá realizar-se o  debate instrutório, no qual os advogados de defesa farão as alegações finais.