Sociedade

Portugal acolhe 23 refugiados

Chegam de Istambul, na Turquia, e serão acolhidos na Figueira da Foz, Matosinhos, Oliveira de Azeméis e Vale do Tejo. Governo sublinha princípio de “respeito pela dignidade da pessoa humana”

Um grupo de 23 refugiados chegou a Portugal esta quarta-feira de Istambul, na Turquia, ao abrigo do programa nacional de reinstalação. A informação é avançada num comunicado conjunto do Ministério da Administração Interna e do Ministério da Presidência e da Modernização Administrativa, no qual se reforça que “o acolhimento e a integração das pessoas refugiadas tem sido uma prioridade do Governo”.

Os recém-chegados receberão apoio e acolhimento da Cruz Vermelha Portuguesa e da União das Misericórdias Portuguesas. As famílias, quatro iraquianas e uma síria, serão integradas nas localidades de Oliveira de Azeméis, Matosinhos, Figueira da Foz e Vale do Tejo.

O Governo lembra o “esforço contínuo que envolve Estado central e autarquias locais, bem como entidades públicas e privadas” que não tem passado despercebido às Nações Unidas, à União Europeia nem aoConselho da Europa. Refere ainda o Executivo que Portugal tem tido uma “participação ativa” no acolhimento de refugiados, integrando a “política europeia de asilo comum” em benefício da dignidade humana ecombate ao tráfico de seres humanos.

Já chegaram a Portugal, até ao momento, 217 pessoas através do programa voluntário de reinstalação do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, 85 das quais provenientes da Turquia e as restantes do Egito.