Internacional

Juiz decide que jovem acusado de violação não deve ser julgado como adulto por vir de uma "boa família"

O arguido levou a vítima para a cave da casa e bloqueou a porta para impedir alguém de entrar. Na legenda do vídeo,  mais tarde partilhado com os amigos, escreveu: “Quando a primeira vez que fazes sexo é uma violação”.

Um jovem de Nova Jérsia violou uma menor visivelmente embrigada e gravou a agressão para depois poder partilhar com os amigos. O caso terá ocorrido em 2017, numa festa em casa de um jovem. O arguido levou a vítima para a cave da casa e bloqueou a porta para impedir alguém de entrar. Na legenda do vídeo, mais tarde partilhado com os amigos, escreveu: “Quando a primeira vez que fazes sexo é uma violação”.

Quando o caso foi a tribunal, o juiz declarou que o agressor não deveria ser julgado como um adulto em tribunal pois vinha “de uma boa família” e poderia vir a entrar “numa boa universidade”.O juiz alegou ainda que o caso não se tratou de uma violação, mas sim de uma agressão sexual. Quando abordado sobre a legenda escolhida pelo jovem para ilustrar o vídeo, o juiz James Troiano disse que isso era “só um miúdo de 16 anos a dizer parvoíces aos amigos”. 

A situação ocorreu em julho do ano passado, no entanto, foi anulada apenas esta quarta-feira depois de ir a recurso. “Ao assumir que o menor ao vir de uma boa família e ter bons resultados nos testes o caso não pode ser transferido [para um tribunal comum], então não poderíamos permitir o mesmo a jovens que não vêm de boas famílias e não têm bons resultados nos testes”, declararam os juízes de relação, citando o New York Times.

O que causou mais polémica não foi apenas a decisão do juiz, mas as suas palavras, em defesa do agressor. “Este jovem vem de uma boa família que o colocou numa excelente escola, onde ele se deu extremamente bem”, disse o juiz. “Ele é claramente um candidato não à universidade mas sim a uma boa universidade. Os resultados dos testes que ele fez para aceder ao ensino superior são muito altos”, declarou na altura.