Sociedade

Parlamento chumba proposta de proibição das corridas de galgos

O PAN e o BE apresentaram em janeiro um projeto de lei que propunha o fim das corridas de cães.

DR  

Foi chumbada, esta sexta-feira, na Assembleia da República os projectos de lei de PAN e BE que pretendiam pôr fim às corridas de galgos.

Os diplomas apenas tiveram votos favoráveis do PAN, do BE, do Partido Os Verdes e de outros 12 deputados. PS, PSD e CDS-PP votaram contra os dois projetos de lei.

As duas propostas do PAN e BE  queriam acabar com as corridas de galgos e de outra raça qualquer. O PAN ia mais longe e, no projeto de lei que apresentou, pedia penas de prisão e de multa para quem tivesse participação naquele tipo de eventos.

Os dois partidos consideram que as corridas de galgos são atividades que sujeitam os cães a treinos físicos duros, com recurso, por vezes a choques elétricos. O PAN e o BE afirmam também que o recurso ao doping é frequente para que os galgos obtenham melhores performances durante as provas pondo em causa a vida dos cães.

Cai assim por terra a tentativa do PAN e do BE de pôr fim às corridas de galgos no nosso país.