Sociedade

Operação Mercado Aberto. Buscas na Câmara Municipal de Faro

Foram constituídos quatro arguidos

A autarquia da cidade de Faro foi alvo de buscas, na tarde desta quarta-feira, pela Polícia Judiciária (PJ). De acordo com um comunicado da força de segurança, a que o SOL teve acesso, eram procurados elementos “relacionados com a actividade da autarquia e da AmbiFaro”. Esta última é uma empresa municipal de gestão de equipamentos, responsável pela realização de diversos eventos.

A investigação decorreu no âmbito da ‘Operação Mercado Aberto’, tutelada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro, e foram cumpridas buscas domiciliárias e não domiciliárias (na autarquia), na AmbiFaro e num escritório de advogados.

Em causa estão os crimes de participação económica em negócio, corrupção passiva e ativa, peculato, prevaricação e abuso de poderes. Foram constituídos quatro arguidos e a investigação prossegue prosseguindo “para determinação de todas as condutas criminosas, seu alcance e respetivos agentes”, como se pode concluir através da leitura do comunicado anteriormente mencionado.