Sociedade

Diretor da TAP vai sair da companhia depois de receber prémio de 110 mil euros

A TAP afirma que Elton d'Souza vai abandonar a empresa para "abraçar outro projeto profissional"

O "chief revenue office" (CRO) da TAP, Elton d’Souza vai abandonar a empresa no final do mês de julho para “abraçar outro projeto profissional” informou esta quarta-feira a comissão executiva.  O atual CRO foi um dos dois trabalhadores que recebeu em maio um prémio de 110 mil euros.

A empresa agradeceu a Elton d’Souza o "seu contributo ao serviço da companhia, bem como o apoio que dará nesta fase de transição" numa circular e declara já ter iniciado o recrutamento para um novo CRO.

Depois de dia 31 de julho, os trabalhadores que trabalhavam sob a gestão direita de Elton d’Souza terão que reportar “interinamente a outras estruturas da TAP", afirmam. Garantem ainda que se encontram "totalmente asseguradas as rotinas quotidianas e a continuidade do negócio" mesmo com a saída dos empresários.

Recorde-se que tal como o Sol avançou a companhia aérea atribuiu um prémio de 110 mil euros a Elton d’Souza juntamente com Abílio Martins. A TAP pagou prémios no valor de 1,171 milhões de euros no mês de maio, uma atitude que gerou polémica visto a empresa ter reportado prejuízos no valor de 118 milhões de euros no ano de 2018.