Internacional

Menino de 12 anos paquistanês quer mudar o país e "ser líder do mundo" | VÍDEO

Já chegou a protagonizar eventos no Dubai e na Arábia Saúdita e em setembro irá encontrar-se com o presidente da Turquia, Recep Tayip Erdogan. O que é que Hammad Safi defende? A  mudança e a educação no Paquistão.


Um rapaz de 12 anos paquistanês tornou-se popular no seu país pelo seu poder de oratória e pelos incentivos diários que transmite no seu canal de youtube, que conta com quase 600 mil seguidores. Já chegou a protagonizar eventos no Dubai e na Arábia Saúdita e em setembro irá encontrar-se com o presidente da Turquia, Recep Tayip Erdogan. O que é que Hammad Safi defende? A  mudança e a educação no Paquistão.

O menino começou a dar palestras motivacionais quando tinha apenas oito anos. Depois de se matricular num centro educativo, especializado em idiomas e tecnologias, o jovem começou a sentir-se inspirado e a querer incentivar a mudança no Paquistão e começou a dar palestras. 

Hammad aborda vários temas, mas a educação é o principal. "Acho que o maior problema (no Paquistão) é a educação. Quero inspirar os jovens a estudar, a ter acesso ao conhecimento, à sabedoria", declara à agência Efe.

No Paquistão, 40% de 207 milhões de habitantes não sabem ler nem escrever e 20 milhões de crianças não vão à escola. O “pequeno professor” – alcunha dada a Hammad – defende que o seu país tem muito “talento” mas que os jovens não “conhecem o seu potencial” e acabam por desvalorizar a aprendizagem.

Hammad aconselha os jovens a tirarem partido da internet para aprender e diz que estes devem ler biografias de grandes líderes mundiais e aprender ensinamentos de universidades internacionais.

O filho de um empresário paquistanês conta dura uma palestra motivacional dada em sua casa que acorda todos os dias às cinco da manhã, faz exercícios, reza e depois estuda cerca de 10 a 12 horas por dia. O jovem estuda turco, árabe, farsi, chinês e inglês. "

O menino diz que pretende mudar o Paquistão e não só. "Eu quero ser um líder do Paquistão e um líder do mundo", afirmou Hammad Safi.