Sociedade

PJ deteve suspeito de morte de sem-abrigo em Braga

Terá obrigado três homens a ingerir bebidas, misturadas com álcool etílico

A Polícia Judiciária deteve, quinta-feira à noite, o suspeito de ter causado a morte de um sem-abrigo, em Braga, para ser apresentado ainda durante esta sexta-feira ao juiz de instrução criminal, encontrando-se indiciado por crime de homicídio, com dolo eventual.

O detido, de meia-idade, residente em Braga, ele próprio antigo alcoólico, terá obrigado três homens a ingerir bebidas, misturadas com álcool etílico, quando o trio de sem-abrigo, que se dedicavam a arrumar automóveis, já se encontrava em estado de embriaguez ao final da tarde de quinta-feira, num banco de jardim situado no centro da cidade de Braga.

A vítima, João Paulo Silva, de 43 anos, teve morte quase imediata, sentado no banco de jardim da Praça do Conde de Agrolongo (Campo da Vinha), enquanto os outros dois homens que também ingeriram a mistura alcoólica se encontram internados em estado de coma no Hospital de Braga, depois de terem sido assistidos logo no local por duas equipas médicas do INEM, Bombeiros Voluntários de Braga e Bombeiros Sapadores de Braga. A PSP iniciou de imediato as primeiras averiguações, apercebendo-se de que havia responsabilidade criminal. O caso transitou para a Brigada de Homicídios da Polícia Judiciária de Braga.