Economia

INE revê em baixa crescimento das exportações

A confirmarem-se as expetativas do INE, deverá registar-se uma desaceleração das exportações relativamente ao ano anterior, em que aumentaram 5,3%.

As empresas exportadoras de bens reviram em baixa as perspetivas de crescimento nominal das exportações este ano para 4%, revelou ontem o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O instituto explica que, se estas expetativas se confirmarem, deverá registar-se uma desaceleração das exportações relativamente ao ano anterior, em que aumentaram 5,3%.

Segundo o INE, esta revisão resultou principalmente “das perspetivas das pequenas e médias empresas, que apontaram como principais motivos para essa revisão em baixa o pior comportamento que o esperado na generalidade dos mercados de destino já clientes e em mercados específicos”.

As empresas exportadoras esperam agora um crescimento nominal de 4,0% das suas exportações para este ano. “As empresas esperam um aumento de 4,2% nas exportações Intra-UE e, para os mercados Extra-UE, as perspetiva apontam para um aumento de 3,4%”, lê-se na nota.