Politica

Sondagem mostra PS longe da maioria absoluta

Se as legislativas fossem hoje, o PS de António Costa ficaria longe da maioria absoluta mas – segundo o barómetro da Eurosondagem-Associação Mutualista Montepio – também não precisaria de reeditar a ‘geringonça’ com BE e PCP para contar com uma maioria parlamentar.

Mudou muito pouco a intenção de voto dos portugueses no último mês. A avaliar pelo Barómetro da Eurosondagem-Associação Mutualista Montepio para o SOL, o PS continua a ter a clara preferência do eleitorado, mas não com uma maioria tão inequívoca que permita a António Costa governar sem qualquer acordo com incidência parlamentar na próxima legislatura.

Ainda assim, com o PS_a passar dos 37% e o BE a rondar os 10%, o PCP de Jerónimo de Sousa e camaradas já não é absolutamente necessário. Eventualmente, porém, também o BE pode ser ‘prescindível’ para a maioria de que os socialistas precisam, já que os quase sete pontos percentuais da CDU, somados aos mais de 37% do PS, também deverão ser suficientes.

E pode inclusivamente dar-se o caso de o PS_até ter a possibilidade de prescindir mesmo dos seus dois parceiros de ‘geringonça’, uma vez que o PAN_parece confirmar a tendência de subida que lhe valeu a conquista de um mandato no Parlamento Europeu nas europeias de maio passado.

E isto porque, embora o PS continue sem ultrapassar a barreira dos 40%, a verdade é que o PSD de Rui Rio continua a não convencer o eleitorado, ficando-se por baixíssimos 23,6% das intenções de voto. E, apesar de o líder social-democrata fazer outras contas, a verdade é que, a confirmarem-se estes números, o PSD_sofreria a sua maioria derrota de sempre em eleições legislativas.

Por outro lado, em matéria de popularidade, o Presidente Marcelo continua líder destacado e ainda sobe mais na consideração dos portugueses.

Como votaria se as eleições legislativas fossem hoje?

PS - 37,3% (+ 0,2%)

PSD - 23,6% (- 0,4%)

BE - 9,0% (-0,1%)

CDU - 6,8% (-0,5%)

CDS - 6,4% (+0,4%)

PAN - 4,3% (-0,5%) 

Aliança - 1,5% (-0,4%)

Outros partidos/Brancos/Nulos - 11,1% (+0,3%)

 

Popularidade dos líderes

Marcelo Rebelo de Sousa - 63,6%  (+ 1,1%)

António Costa - 31,8%  (+ 1,3%)

Rui Rio - 12,2%  (+0,8%)

Catarina Martins - 9,9%  (-1,2%)

Assunção Cristas - 3,6%  (- 0,8%)

Jerónimo de Sousa - 10,6%  (+0,6%)

 

FICHA TÉCNICA: Estudo de Opinião efetuado pela Eurosondagem para o jornal O SOL, Porto Canal, Diário de Notícias da Madeira e Diário Insular dos Açores, com o patrocínio da Associação Mutualista Montepio, de 7 a 11 de Julho de 2019.Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados, para telemóveis e telefones da rede fixa. O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e Regiões Autónomas. A amostra foi estratificada por Região, tendo resultado, Norte – 20,0%; A.M. do Porto – 13,8%; Centro – 24,2%; A.M. de Lisboa – 23,3%; Sul – 9,4%; R.A. Açores – 4,5%; R.A. Madeira – 4,8%, num total de 1.011 entrevistas validadas. Foram efetuadas 1.171 tentativas de entrevistas e, destas, 160 (13,7%) não aceitaram colaborar no Estudo de Opinião. A escolha do entrevistado foi aleatória, e desta forma resultou, em termos de sexo Feminino – 51,5% e Masculino – 48,5% e, no que concerne à faixa etária, dos 18 aos 30 anos – 16,9%; dos 31 aos 59 – 50,3%; com 60 anos ou mais – 32,6%. O erro máximo da Amostra é de 3,08%, para um grau de probabilidade de 95,0%. Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social. Lisboa, 13 de Julho de 2019 O Responsável Técnico da Eurosondagem Rui Oliveira Costa.