Sociedade

Incêndio. Seis pessoas obrigadas a sair de casa em Aljezur

O comante Abel Gomes diz que o vento está a dificultar o trabalho dos bombeiros e a tornar mais complicado o combate às chamas. 

Seis pessoas foram retiradas das suas casas no Monte Clérigo, concelho de Aljezur, "por causa do intenso fumo" provocado pelo incêndio, segundo declarações de fonte da Proteção Civil á agência Lusa.

O segundo comandante operacional distrital de Faro da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), Abel Gomes, afirmou que incêndio está a ser combatido em três frentes, uma está a ser dominada e a outra que com o trabalho dos operacionais está cada vez a apresentar-se mais fraca, no entanto, a frente sul “oferece maior preocupação". O comante diz que o vento está a dificultar o trabalho dos bombeiros e a tornar mais complicado o combate às chamas. 

 213 operacionais, 62 veículos e 8 meios aéreos encontram-se no local , de acordo com a página oficial da Autoridade Nacional da Proteção Civil.  Os meios de combate no terreno vão ser ainda reforçados por uma equipa de ataque ampliado, proveniente de Lisboa, e por operacionais da AFOCELCA - um agrupamento complementar dos grupos Navigator e ALTRI.