Sociedade

PJ já deteve incendiário de Castelo Branco

A atuação do suspeito colocou em perigo a integridade física e a vida de pessoas, bem como habitações e a grande mancha florestal, segundo a Polícia Judiciária.

A Polícia Judiciária deteve, este domingo, um presumível incendiário florestal de Castelo Branco, suspeito de ter ateado fogo posto por volta da uma hora da madrugada deste domingo.

O suspeito de ter ateado o incêndio florestal, nas imediações da cidade de Castelo Branco foi detido pela Polícia Judiciária, através da sua Diretoria do Centro e com a colaboração da Guarda Nacional República de Castelo Branco.

O homem, de 55 anos, está indiciado pela presumível prática de um crime de incêndio florestal, cometido este sábado, dia 20 de julho.

Por volta da uma hora da madrugada, o suspeito, usando chama direta, colocou um foco de incêndio em uma zona florestal povoada com pinheiros e mato, dentro de uma vasta mancha florestal, que teria proporções mais gravosas caso não tivesse havido, entretanto, uma rápida intervenção dos bombeiros de Castelo Branco.

A atuação do suspeito colocou em perigo a integridade física e a vida de pessoas, bem como habitações e a grande mancha florestal, segundo a Polícia Judiciária. O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial, para aplicação das respetivas medidas de coação.