Internacional

Gangue aponta faca a pescoço de bebé para conseguir código secreto de cofre

Durante as entrevistas policiais que foram levadas a cabo, os assaltantes nunca admitiram ter ameaçado a criança

No dia 18 de junho do ano passado, os primos Joshua Juggan (de 24 anos) e Malik Ragnatt (de 21 anos) juntaram-se a Daniel McKain (de 29 anos) e a Gregory Crockett (de 24 anos) e forçaram a entrada numa residência na área de Stoke, na cidade de Coventry. Dentro da casa, amarraram duas mulheres a cadeiras e procuraram dinheiro. Quando encontraram um cofre, dentro de um dos armários da cozinha, apontaram uma faca ao pescoço de um bebé de dez meses para que as restantes vítimas lhes dessem o código secreto do mesmo.

O gangue acabou por arrancar o cofre do armário sendo que Juggan conduziu até um campo onde este foi partido com um pé de cabra e, o dinheiro, dividido entre os quatro assaltantes. De acordo com uma nota publicada no site oficial da West Midlands Police, Juggan passou várias horas em Birmingham a fumar droga antes de regressar a Londres. No entanto, as autoridades já se encontravam no seu encalce graças a uma testemunha que prestou atenção à matrícula do veículo. Assim, por volta das 19h50, em Warwickshire, a polícia mandou Juggan e Ragnatt encostar e, no carro, foram encontrados gorros, fita cola e 1400 libras (aproximadamente 1569 euros).

Durante uma entrevista policial, Juggan admitiu ter estado envolvido no furto mas ter ficado “chocado” quando percebeu que um bebé tinha sido ameaçado. Por outro lado, Ragnatt negou qualquer tipo de envolvimento mas, confrontado com as imagens das câmeras de vigilância, confessou ter cometido o assalto. Já Crockett e McKain recusaram responder a quaisquer questões, porém, posteriormente, explicaram que tinham entrado na casa.

“Este é um caso verdadeiramente doentio. É difícil imaginar alguém a descer tão baixo, ao ponto de ameaçar um bebé” avançou o detetive Tom Simpson na nota anteriormente referida, sendo que explicou também que outra criança se encontrava na casa mas, ao conseguirem roubar o cofre e joias, os criminosos não lhe fizeram mal.

No passado dia 12 de julho, Crockett foi condenado a 12 anos de prisão, McKain a 11, Juggan a 10 e Ragnatt a 10 também.