Internacional

Mulher de 79 anos condenada a dez dias de prisão por alimentar gatos vadios

O filho de Nancy diz estar chocado com a decisão do tribunal. “Tenho a certeza que as pessoas sabem das coisas que se passam naquela cadeia. E vão deixar a minha mãe de 79 anos ir para lá?”, questionou. 

Uma mulher de 79 anos foi condenada a dez dias de prisão por ter alimentado os gatos vadios do seu bairro, no Ohio. Nancy Segula vive sozinha e declara que os animais são a sua companhia depois de o marido ter morrido em 2017. O seu vizinho, quando mudou de casa, não pôde levar os animais de companhia consigo e acabou por os deixar no bairro de Nancy. Para se ocupar, a mulher costuma alimentar os gatos como uma forma de terapia.

Depois de quatro queixas terem sido apresentadas às autoridades, Nancy foi obrigada a prestar declarações no Tribunal do Condado de Garfield Heights, por ser considerado ilegal no estado norte-americano alimentar gatos vadios. Segundo a legislação, a ação pode até levar a prisão.

O juiz Jefrrey Short, que estava a substituir a juíza Jennifer Weiler, condenou a mulher a dez dias de prisão, sendo que Nancy deve-se apresentar junto das autoridades até ao dia 11 de agosto.

O caso tem ganho popularidade através das redes sociais. Nancy declara ter “saudades dos seus gatinhos” e grande parte da população apoia-a. A juíza Weiller que rever o caso novamente e ouvir todas as partes em tribunal para compreender se a sentença decidida por Short foi a mais adequada.

“Vou tentar perceber o que se está a passar, o que está a acontecer e tomar uma decisão que faça sentido nestas circunstâncias”, disse Weiler ao Washington Post.

A mulher já foi multada em mais de 2000 dólares (1.794 euros) por alimentar gatos vadios. O filho de Nancy diz estar chocado com a decisão do tribunal. “Tenho a certeza que as pessoas sabem das coisas que se passam naquela cadeia. E vão deixar a minha mãe de 79 anos ir para lá?”, questionou ao canal Fox 8.