Sociedade

Matilde já fica sete horas sem ventilação assistida. Pais continuam a lamentar atraso do medicamento

Bebé esteve internada devido a problemas respiratórios

Os pais de Matilde, a bebé que sofre de Atrofia Muscular Espinhal – Tipo I e que mobilizou o país numa campanha solidária, continuam a dar notícias sobre o estado de saúde da menina. Esta quinta-feira à noite, o casal revelou que Matilde já consegue ficar sete horas sem ventilação assistida, depois de ter estado internada devido a problemas respiratórios.

Através do Facebook, e na legenda de um vídeo que mostra a pequena Matilde, os pais da criança informaram que esta recebeu “a visita da fisioterapeuta” para realizar exercícios para “fortalecer a parte respiratória”.

No entanto, o casal continua a questionar a data para a administração do medicamento Zolgnsma, agendada para o dia 27 de agosto.

“Os papás continuam a tentar perceber o porquê de ser só dia 27 de agosto, a toma do zolgensma”, lê-se.

Recorde-se que esta semana o casal já havia lamentado a data, considerando que esta é tardia.