Internacional

Aeroporto de Heathrow prevê cancelamento de 172 voos por greve de trabalhadores

Mais de 30 mil passageiros podem ser afetados. Representantes sindicais exigem melhorias salariais

O aeroporto de Heathrow, em Londres, revelou que poderá ter de cancelar 172 voos entre segunda e terça-feira devido a uma greve dos trabalhadores, confirmada este sábado pelos representantes sindicais. As negociações laborais entre os responsáveis do aeroporto e o sindicato Unite, que convoca as greves, não levaram à obtenção de um acordo.

Os representantes sindicais exigem melhorias salariais significativas, tendo rejeitado a oferta de um aumento que estava "acima da inflação", segundo os responsáveis do aeroporto, o maior do Reino Unido. Estima-se que irão participar na greve cerca de quatro mil trabalhadores do aeroporto, incluindo forças de segurança e bombeiros, com mais de 30 mil passageiros e 91 companhias aéreas a ser afetados pela paralisação.

As negociações irão continuar nos próximos dias, mas o aeroporto londrino já recomendou que os passageiros consultem as respetivas companhias aéreas para saber se serão afetados. Caso esse cenário se verifique, poderão ser recolocados noutros voos ou receber reembolsos.

"Os trabalhadores estão muito conscientes da rutura que causarão. No entanto, estão num ponto em que já estão fartos das migalhas, enquanto os acionistas recebem biliões em dividendos e o diretor-executivo beneficia de um aumento salarial de mais de 100%”, disparou Wayne King, coordenador regional do sindicato Unite, que planeia já outros dois dias de greve, possivelmente para o fim de semana de 24 e 25 de agosto - a segunda-feira, dia 26, é feriado em Inglaterra.