Sociedade

Tancos. Coronel da GNR detido no aeroporto de Lisboa

Taciano Correia liderava a investigação criminal da GNR na data do furto. Regressou este sábado de uma missão na República Centro-Africana

Taciano Correia, coronel e líder da investigação criminal da GNR à data do furto de Tancos, foi detido na manhã deste sábado depois de aterrar no aeroporto de Lisboa, de acordo com o "Jornal de Notícias". Taciano Correia regressava de uma missão das Nações Unidas na República Centro-Africana, onde desempenhou a função de coordenador.

Segundo o Correio da Manhã, Taciano está a ser ouvido no Tribunal de Instrução Criminal, em Lisboa.

O assalto aos paióis de Tancos, recorde-se, aconteceu na madrugada de 28 de junho de 2017. Taciano Correia foi o antecessor de Amândio Marques, diretor da Direção de Investigação Criminal do Comando Operacional da GNR e entretanto constituído arguido em co-autoria no processo, pelos crimes de associação criminosa, tráfico de armas, denegação de justiça, prevaricação, falsificação de documentos e favorecimento pessoal praticado por funcionário, tendo ficado suspenso de funções.