Desporto

Supertaça. A maior goleada de sempre em finais a um só jogo

Triunfo do Benfica sobre o Sporting por 5-0 entra para a história da competição

A goleada do Benfica sobre o Sporting (5-0), na noite deste domingo, na partida disputada no Estádio Algarve onde se decidia a Supertaça, foi absolutamente histórica. Nunca, desde que a final da prova é disputada a um só jogo (desde 2001), se havia visto um resultado tão desnivelado.

O mais aproximado, curiosamente, até tinha sido conseguido... pelo Sporting. Em 2002, os leões, poucos meses depois de conquistarem o campeonato (último até agora) e a Taça de Portugal, bateram o Leixões, da II Divisão B (atual Campeonato de Portugal), por claros 5-1. Recuando mais na competição, encontra-se outro 5-0, conseguido pelo FC Porto em pleno Estádio da Luz, na segunda mão da final - na primeira, ainda nas Antas, tinha ganho por 1-0. Em 1982, houve ainda um 6-1 aplicado pelo Sporting ao Braga, em Alvalade, depois de um triunfo minhoto em Braga na primeira mão.

Esta foi a oitava Supertaça da história do Benfica, que assim apanhou o Sporting, numa contabilização amplamente dominada pelo FC Porto: 21 vitórias em 40 edições. Os encarnados ganharam vantagem aos 40 minutos, com Pizzi a assistir e Rafa a finalizar de primeira. Após uma primeira parte muito equilibrada, e até com algum ascendente leonino (Vlachodimos negou por três vezes o golo aos leões), veio um segundo tempo completamente dominado pelas águias, com Pizzi a marcar aos 60' e 75', Grimaldo aos 64', num livre direto irrepreensível, e o suplente Chiquinho a fechar as contas em cima do apito final, já com o Sporting reduzido a dez, após expulsão de Doumbia.