Economia

Vistos gold. Investimento captado mais do que triplicou em julho

A China lidera a atribuição de vistos, seguida do Brasil, Turquia, África do Sul e Rússia.

O investimento captado através dos vistos gold mais do que triplicou em julho, face a igual período do ano passado. Nesse mês foi registado um crescimento de 276% para 98,2 milhões de euros. Já em relação ao mês anterior, a subida foi de 34,5%, de acordo com as contas feitas pela Lusa com base nos dados estatísticos do SEF.

Do total de investimento captado em julho, 82,2 milhões de euros correspondem à atribuição de ARI por via do requisito da aquisição de bens imóveis, enquanto os restantes 16 milhões de euros resultam da concessão de visto mediante o critério de transferência de capitais. No mês passado foram atribuídos 155 vistos, dos quais 141 resultantes da compra de bens imóveis e 14 por via da transferência de capitais.

Do total de vistos concedidos com a compra de imóveis, 23 foram atribuídos no âmbito da aquisição tendo em vista a reabilitação urbana. 

Feitas as contas, nos primeiros sete meses do ano, o investimento captado ascendeu a 470,5 milhões de euros, menos 7% do que em igual período de 2018.

A China lidera a atribuição de vistos (4.331), seguida do Brasil (801), Turquia (353), África do Sul (303) e Rússia (269).

Desde o início do programa foram atribuídas  mais de 13 mil autorizações de residência a familiares reagrupados, das quais 1293 este ano.