Internacional

#Greenshirtguy. A internet tem um novo herói

Quando o vídeo foi partilhado pelos jornalistas presentes na sala, a fama de Kack foi instantânea e o vídeo ganhou milhares de visualizações. "És o meu novo herói" e "nem todos os heróis usam capa", são alguns dos comentários presentes na publicação. 

A internet tem um novo herói. O #GreenShirtGuy tornou-se o ativista mais famoso do momento, devido á sua reação à atitude de manifestantes anti-imigração, durante uma reunião da Câmara Municipal de Tucson, Arizona

Alex Kack estava na sala de reuniões, quando uma mulher se levantou do seu lugar e começou a protestar contra a mais recente decisão de tornar a cidade de Tucson numa "Cidade Santuário", um local que se mostra totalmente a favor da imigração.

A mulher começou a gritar um discurso anti-imigração e a exibir cartazes de protesto contra a decisão e a reação de Kack foi rir-se descontroladamente de toda a situação.

"Está em violação do juramento que fez à Constituição dos Estados Unidos", gritou a protestante, antes de ser retirada da sala. "E você está em violação por ser uma idiota", disse uma das pessoas na sala. Durante toda a situação, Kack, que utlizava um polo verde – daí o nome greenshirtguy - só se ria.

Quando o vídeo foi partilhado pelos jornalistas presentes na sala, a fama de Kack foi instantânea e o vídeo ganhou milhares de visualizações. "És o meu novo herói" e "nem todos os heróis usam capa", são alguns dos comentários presentes na publicação. 

Kack, um ativista da Peoples Defense Initiative (Iniciativa de Defesa dos Povos) falou com a imprensa internacional e explicou o proquê da sua reação. Na opinião do ativista, que apoia a ideia de Cidade Santuário, toda a situação foi "absurda". Kack defende que as famílias devem estar juntas "e todas as pessoas merecem o direito a sentirem seguras", logo, não compreende quem pensa de forma contraditória. 

"Não compreendo que alguém tire tempo durante o seu dia para vir a um espaço público espalhar ódio e negatividade" desabafa. "Honestamente, o que é que lhes aconteceu para se tornarem tão ridículos e odiosos?" questiona.