Internacional

Idoso mata mulher e suicida-se de seguida por não ter dinheiro para pagar cuidados médicos

"Estaremos no quarto principal" avisou o homem

Um homem de 77 anos, residente no condado de Whatcom, no estado norte-americano de Washington, matou a mulher com um tiro e suicidou-se, de seguida, pelas 8h23 da manhã de quarta-feira. O idoso contactou as autoridades e explicou que deixaria um texto, no quarto, a justificar as suas ações. O funcionário do serviço de emergências que atendeu a chamada pediu que aguardasse mas o indivíduo disse "Estaremos no quarto principal" antes de terminar a chamada.

A polícia rapidamente enviou um agente especializado em negociação de crise e reféns mas este não obteve qualquer resposta durante uma hora. Consequentemente, as autoridades controlaram um robô voador com uma câmera, para tentarem perceber aquilo que estava a acontecer dentro da residência e acabaram por forçar a entrada na mesma. Na casa, encontraram o homem deitado ao lado da esposa, sendo que os dois estavam já sem vida e com ferimentos de balas.

Os investigadores encontraram algumas cartas de cariz suicida através das quais o homicida e vítima mortal esclareceu que a mulher sofria de problemas de saúde e que não tinham capacidade financeira para suportar os cuidados médicos de que esta necessitava. Na casa, estavam dois cães que foram encontrados saudáveis e dados à Humane Society. "É muito trágico que um dos nossos cidadãos mais velhos tenha sentido um desespero tão grande ao ponto de achar que o suicídio e o homicídio seriam a única opção" escreveu o xerife Bill Elko numa publicação do Facebook, acrescentando que "A ajuda está sempre disponível, basta ligar para o 911". Sublinhe-se que numerosas armas de fogo foram apreendidas.