Internacional

Homem tenta comprar arma que dê "para matar 200 pessoas" num Wallmart

Depois de ouvir o pedido, o funcionário disse ao homem que o seu pedido "não tinha piada" e decidiu, depois do cliente abandonar a loja, avisar as autoridades. 

Um homem americano tentou comprar uma arma num Walmart, em Port St.Lucie e fez um pedido ao funcionário que alertou as autoridades do estado da Florida. O homem terá pedido por uma arma que desse "para matar 200 pessoas".

Depois de ouvir o pedido, o funcionário disse ao homem que o seu pedido "não tinha piada" e decidiu, depois do cliente abandonar a loja, avisar as autoridades. 

Philip Michal Attey, de 55 anos,  foi encontrado pela polícia do estado norte-americano, horas depois, e durante o interrogatório declarou ser um ativista anti-armas e que o seu pedido foi apenas uma forma de pressionar a cadeia de supermercados a deixar de vender armas.

O homem ficou em liberdade visto as autoridades não o considerarem um perigo para a sociedade norte-americana, no entanto, foi aberta uma investigação sobre a situação. 

"Ele conseguiu uma reação. Deixou muita gente preocupada. A polícia envolveu-se e passámos várias horas a tentar encontrar esta pessoa para determinar os seus motivos", declarou o sargento da polícia local, Robert Vega. 

Recorde-se que no passado fim de semana, dois tiroteios nos Estados Unidos provocaram 31 vítimas mortais.