Sociedade

Motoristas. "Parece-me muito pouco provável que haja um levantamento da greve"

Presidente do SNMMP lembra que tudo depende da Antram

Francisco São Bento, presidente do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), disse este sábado, à entrada para um plenário com os associados, em Aveiras, que “um levantamento da greve” é um cenário “muito pouco provável”.

De acordo com a agência Lusa, acompanhado do representante e advogado Pedro Pardal Henriques, o presidente do SNMMP lembrou que até às 00h00 de segunda-feira “tudo é possível”, já que este é o prazo dado à Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram) para apresentarem uma contraproposta de forma a evitar a greve, agendada para o próximo dia 12.

O SNMMP garante ainda que os serviços mínimos estipulados pelo Governo vão ser estritamente" cumpridos pelos motoristas. No entanto, não deixa de considerar que estes são "um ataque direto a um direito constitucional que é o direito à greve".

Recorde-se que decorreu este sábado um reunião de emergência, com o objetivo de coordenar a resposta do Governo aos efeitos da greve. No final do encontro, o primeiro-ministro António Costa garantiu que  não hesitará em exercer as "competências próprias", adotando outras medidas, caso a greve dos motoristas avance e os serviços mínimos fixados não sejam cumpridos.