Sociedade

GNR detém casal em Góis e apreende mais de 1400 plantas de canábis

Operação da GNR durou dois meses

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve, na quinta-feira, um casal na zona de Góis, distrito de Coimbra, por "cultivo de plantas de canábis". Foram apreendidas mais de 1400 plantas de canábis.

Após a investigação, que durou dois meses, os militares da GNR "deram cumprimento a dois mandados de busca às residências e aos veículos dos suspeitos". Assim, foi possível apreender as plantas e diverso material.

Foram apreendidos "1.472 plantas de canábis, em várias fases de maturação", 25 quilos de sementes de canábis, três telemóveis, dois computadores portáteis e um tablet.

Os suspeitos foram já ouvidos no Tribunal Judicial de Coimbra. Foi-lhes aplicada a medida de coação de termo de identidade e residência.