Sociedade

14 trabalhadores não cumpriram requisição civil

A 11 dos trabalhadores "já foi feita a devida notificação", segundo Matos Fernandes que sublinha que primeiro é feita a "notificação do incumprimento e depois é que há a notificação de estarem a cometer um crime de desobediência"

O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, revelou que 14 trabalhadores optaram por não cumprir com a requisição civil, decretada pelo Governo, sobre a greve dos motoristas. 

"Foi-nos comunicado [pelas empresas] o não cumprimento da requisição civil por parte de 14 trabalhadores", disse o ministro do Ambiente esta terça-feira, que marca o segundo dia da greve dos motoristas. 

A 11 dos trabalhadores "já foi feita a devida notificação", segundo Matos Fernandes que sublinha que primeiro é feita a "notificação do incumprimento e depois é que há a notificação de estarem a cometer um crime de desobediência". Os outros três trabalhadores, estão ainda "por encontrar e notificar", acrecenta o ministro. 

Recorde-se queos motoristas que decidirem não cumprir com a lei estão a cometer um crime de desobediência, punido com pena de prisão até dois anos ou multa até 240 dias, além de despedimento com justa causa.