Sociedade

Dois motoristas detidos em casa por desobediência

"Imaginem o risco que estas pessoas vão correr, alguém que é detido em casa porque é obrigado a trabalhar simplesmente porque está a exercer um direito perfeitamente legítimo à greve e porque se recusou a trabalhar", declarou ainda o representante do sindicato. 

Dois motoristas foram, esta quarta-feira, detidos pela polícia, por se recusarem a trabalhar e estarem a cometer um crime de desobediência.

Os dois homens foram escoltados pelas autoridades desde as suas casas até à empresa em que trabalham, em Aveiras de Cima, para trabalhar e realizar os serviços decretados pela requisição civil. 

"Foram detidos em casa para virem às instalações da empresa, senão seriam levados para a esquadra. Vieram falar com a empresa", contou Pedro Pardal Henriques aos jornalistas presentes no local. 

"Imaginem o risco que estas pessoas vão correr, alguém que é detido em casa porque é obrigado a trabalhar simplesmente porque está a exercer um direito perfeitamente legítimo à greve e porque se recusou a trabalhar", declarou ainda o representante do sindicato. 

em atualização