Sociedade

Motoristas matérias perigosas. Sindicato admite suspender greve temporariamente

Sindicato vai reunir-se em plenário no domingo

Depois de ter dito que iriam manter a greve, o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) admitiu, esta sexta-feira a suspensão da paralisação até domingo, dia em que decorrerá um plenário nacional de motoristas de cargas perigosas.

O SNMMP considerou que “face à nomeação, hoje, de um mediador da DGERT para dar início às negociações com a ANTRAM, entendeu que estão criadas as condições necessárias pata todas as partes se sentarem à mesa”, lê-se num comunicado.

“Posto isto, queremos deixar claro ao país e às partes que sempre estivemos de boa-fé neste processo, anunciamos, desde já, a suspensão temporária da greve a partir da hora de início da reunião a ser convocada pelo Governo, suspensão essa que produzirá os seus efeitos até ao Plenário Nacional de Motoristas de cargas Perigosas, marcado para o próximo domingo, momento em que os Motoristas irão decidir o seu futuro”, acrescenta.

Recorde-se que na manhã desta sexta-feira, o presidente do SNMMP, Francisco São Bento, se desmarcou da posição do Sindicato dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) em terminar a greve e garantiu que não se deixariam “vergar”.

"Não estamos isolados. Temos os trabalhadores mobilizados. Não se deixam vergar. Estamos aqui duros como o aço", disse.