Sociedade

Esposende com água do mar mais quente do que Lagos

Na zona norte existem mais casos de praias com temperaturas de água elevadas

DR  

Nebulosidade, vento pouco intenso que trava a subida das camadas mais frias do mar até à costa, o vento de norte que empurra a cama superficial da água do mar e a camada mais profunda que vem à superfície junto à costa: estes são os fatores que motivam as temperaturas da água do mar que se registarão, este sábado, em Portugal. Em Lisboa, a praia de Carcavelos contará com 15-16 graus, a Costa da Caparica com 16, Albufeira já passa para 17 e, Lagos, tem menos dois. A surpresa? Na praia de Ofir, em Esposende, os banhistas poderão contar com 18ºC. 

Mas, a norte, existem mais casos de temperaturas de água elevadas: Viana do Castelo com 17ºC, Apúlia com 18ºC e Matosinhos a situar-se entre os 16 e os 17 graus. O afloramento costeiro ou up-welling determina este fenómeno, sendo que o vento norte tem soprado com mais intensidade a sul do cabo Carvoeiro e leva a que as camadas de águas mais profundas e mais frias subam à superfície junto à costa.