Cultura

George RR Martin. Final de Guerra dos Tronos foi "libertador"

“Todos os dias sentava-me para escrever e mesmo que tivesse um bom dia – e um bom dia é escrever três ou quatro páginas – sentia-me mal porque pensava: ‘Meu Deus, tenho de acabar o livro. Só escrevi quatro páginas quando devia ter escrito 40’”, explicou.

O autor da saga "Song of Ice and Fire", George RR Martin declarou que o final da série televisiva Guerra dos Tronos foi "libertador". Em entrevista ao The Guardian, o escritor confessou sentir-se sob muita pressão por parte dos fãs e dos realizadores da HBO, que estavam a adaptar o fenómeno literário ao pequeno ecrã.

“Todos os dias sentava-me para escrever e mesmo que tivesse um bom dia – e um bom dia é escrever três ou quatro páginas – sentia-me mal porque pensava: ‘Meu Deus, tenho de acabar o livro. Só escrevi quatro páginas quando devia ter escrito 40’”, explicou.

George RR Martin ainda não terminou a saga. O autor está a escrever o sexto livro ‘The Winds of Winter’ e ainda irá escrever um sétimo, que irá terminar a obra e dar um final às personagens. George acrescenta ainda que o final da série televisiva não irá influenciar o final da saga, muito criticada pelos fãs da Guerra dos Tronos.