Internacional

Jouma: a criança a quem a guerra na Síria tirou a visão

Quando tinha três anos, o autocarro em que seguia foi atingido por um bombardeamento aéreo, o que deformou a cara à criança e o deixou cego. Passado um ano, ainda existem pequenos pedaços de vidro que surgem na sua face. 

Jouma é uma criança de quatro anos que vivia com a família na Síria em 2018, quando tinha três anos. Quando tinha três anos, o autocarro em que seguia foi atingido por um bombardeamento aéreo, o que deformou a cara à criança e o deixou cego. Passado um ano, ainda existem pequenos pedaços de vidro que surgem na sua face. 

A correspondente da BBC que decidiu fazer uma reportagem sobre a vida de Jouma e da sua família, Eloise Alanna, apelida Jouma de uma criança curiosa com o mundo, apesar de tudo o que viveu.

Hoje em dia, o menor vive no Líbano com a sua família. Depois do acidente, os pais de Jouma e os seus dois irmãos, fugiram do país e nunca mais olharam para trás. Vivem num quarto em Beirute e estão à procura de abrigo num país europeu, no entanto, são apenas uma família no meio de milhares que procuram viver num país com segurança. 

Veja aqui a reportagem da BBC sobre a vida de Jouma na íntegra.