Economia

Lucro da Sonae caiu 52,8% mas vendas sobem 11%

Resultado regista o impacto da venda da participação na Outsystems no segundo trimestre de 2018.

DR  

A Sonae encerrou a primeira metade do ano com lucros de 38 milhões de euros, uma redução de 52,8% face aos 80 milhões obtidos em igual período do ano passado. Esta quebra deve-se ao impacto da venda da participação na Outsystems no segundo trimestre de 2018. De acordo com o grupo liderado por Cláudia Azevedo, excluindo as mais-valias geradas pela venda da participação na Outsystems no segundo trimestre de 2018, os lucros teriam crescido 24%.

No entanto, o volume de negócios consolidado da Sonae aumentou 11% para 2985 milhões de euros, “com uma contribuição particularmente forte da Sonae MC, um crescimento sólido na Sonae IM e uma melhoria de desempenho da Worten e Sonae Fashion no segundo trimestre”.

A Sonae destaca ainda o investimento realizado no primeiro semestre, que ascendeu a 189 milhões de euros. Este valor representa um crescimento de 25,3% face aos primeiros seis meses de 2018 e incluem as aquisições da rede de parafarmácias e cosmética espanhola Arenal bem como as participações adquiridas pela Sonae IM na Cellwize e na CB4.

A Sonae destaca ainda o “seu rápido programa de expansão” com a abertura de 30 novas lojas” e a criação de 1200 empregos nos últimos 12 meses.