Sociedade

Portuguesa desaparecida em Barcelona foi encontrada após ter sido mantida em cativeiro pelo namorado

A jovem foi localizada, na tarde desta quarta-feira, no Seixal.

"Margarida foi localizada em Portugal, em casa de um familiar. Obrigada pela vossa colaboração" pode ler-se na publicação divulgada Mossos d'Esquadra (polícia da Catalunha) na sua página oficial do Facebook. No entanto, a TVI avançou que a jovem de 24 anos, vista pela última vez perto do castelo de Sant Pere de Ribes na segunda-feira, foi raptada pelo ex-namorado. De acordo com o canal de Queluz de Baixo, a rapariga viajou para a casa da tia, em Barcelona, após ter sido ameaçada de morte pelo companheiro.

Segundo a presidente da câmara da localidade onde Margarida Simões desapareceu, Abigail Garrido Tinta, em declarações ao semanário espanhol El Caso, a situação poderia tratar-se de um "caso de violência machista". Sublinhe-se que a jovem foi localizada, na tarde desta quarta-feira, no Seixal: a informação foi obtida pela TVI junto de fonte policial. Sabe-se que Margarida combinara um encontro com o ex-namorado na cidade espanhola, no entanto, foi raptada, transportada para Portugal, agredida e ameaçada de morte durante os três dias que foi mantida em cativeiro.

A TVI adiantou igualmente que a jovem "foi mantida despida na garagem da habitação e o ex-namorado terá dito que iria ficar no local até 'morrer de fome e à sede'". Ao terceiro dia de cativeiro, Margarida fugiu e pediu ajuda, sendo que já havia sido vítima de violência doméstica e apresentado queixa, na PSP, contra o namorado.