Desporto

MotoGP. Miguel Oliveira choca com colega e abandona corrida (com vídeo)

"Algo não está bem na cabeça de Zarco", disparou o piloto português

Miguel Oliveira teve um fim de semana azarado no Grande Prémio da Grã-Bretanha, no Mundial de MotoGP. O piloto português da KTM arrancou da 15.ª posição da grelha e até recuperou alguns lugares, mas acabou por desistir quando faltavam 11 voltas para o fim, depois de ser abalroado por Johann Zarco, também ele aos comandos de uma KTM.

 

 

"Perdi uma oportunidade de voltar a terminar no top-10. Foi um desfecho triste. Quando percebi que tinha sido o Zarco a tocar-me fiquei muito surpreendido, sobretudo por ser um dos colegas com os quais partilho a mesma marca. Dá para perceber que, claramente, há qualquer coisa que não está a correr bem dentro da cabeça dele. Foi fazer uma tentativa de ultrapassagem daquelas que são completamente suicidas e o desfecho não podia ser outro que não este", atirou o piloto português, admitindo que Zarco "foi à boxe pedir desculpa". "Eu aceitei, a minha equipa ainda está um bocado chateada, mais do que eu, o que é compreensível. Mas há que virar a página e seguir em frente", concluiu.

A etapa foi ganha por Alex Rins, da Suzuki, após uma épica batalha com o campeão do mundo em título: Marc Márquez, da Honda. Maverick Viñales (Yamaha) terminou no último lugar do pódio, à frente do veterano e multicampeão Valentino Rossi, seu colega de equipa.