Economia

OCDE confirma abrandamento económico

Dados são relativos ao segundo trimestre deste ano.

O espaço da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) desacelerou para 0,5% no segundo trimestre deste ano, depois de ter crescido 0,6% no trimestre anterior.

Entre as sete principais economias da OCDE o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), “desacelerou acentuadamente” no Reino Unido e Alemanha, que contraíram 0,1% e 0,2% respetivamente entre abril e junho.

Nos Estados Unidos (de 0,8% para 0,5%) e no Japão (de 0,7% para 0,4%) também foi registado um desaceleramento do PIB, ainda que mais moderado.

Na União Europeia e na zona Euro o crescimento do PIB também abrandou: para 0,2%, em comparação com 0,5% e 0,4%, respetivamente, no trimestre anterior.

O crescimento homólogo do PIB na área da OCDE abrandou ligeiramente para 1,6%, em comparação com 1,7% no trimestre anterior. Entre sete maiores economias, os Estados Unidos registaram o maior crescimento anual (2,3%). O menor crescimento é atribuído a Itália: 0,0%.