Internacional

Adolescente de 16 anos voa de Nova Iorque até Londres para conhecer homem com quem falava online

"Obviamente que estamos aliviados", adiantou o tio da jovem, esclarecendo igualmente que esta encetou a fuga quando o pai saiu de casa e foi trabalhar.

 

Victoria Grabowski, de 16 anos, fugiu de casa no passado sábado de manhã e foi até ao aeroporto John F. Kennedy, em Nova Iorque. A adolescente, natural da Polónia e residente em Queens, embarcou num avião até Londres com o objetivo de se encontrar com um homem que conhecera num jogo online. A notícia foi  por órgãos internacionais como a BBC News e o The Independent. Após uma busca de cariz internacional, a rapariga foi encontrada na capital do Reino Unido, na quarta-feira, sendo que não corria perigo, de acordo com Dermot Shea, chefe dos detetives da Polícia de Nova Iorque. "Vamos ter de conversar com ela e com os pais. Está tudo bem agora" explicou Shea durante uma conferência de imprensa, acrescentando que não foi possível confirmar a idade do alegado abusador, no entanto, foi confirmado que ele e a rapariga desenvolveram "uma relação de algum tipo".

No Facebook, Bernadetta Gajdzinsk, uma amiga da família da jovem, fez um apelo. Na passada segunda-feira, pediu aos seus amigos da rede social que partilhassem a seguinte publicação: "Tenho um grande pedido para todos os meus amigos e conhecidos, especialmente aqueles que moram em Londres e aqueles que têm família ou amigos lá. No sábado, sem o conhecimento dos pais, a filha de uma amiga minha voou de Nova Iorque para Londres. tem 16 anos, chama-se Victoria Grabowski. Queridos amigos, encaminhem essas fotos, talvez alguém a encontre! Ajudem-nos a encontrá-la!".

À Fox News, Arkadiusz Grabowski, tio da jovem, avançou que o homem foi detido e encontra-se sob custódia da polícia. "Obviamente que estamos aliviados", adiantou, esclarecendo igualmente que a adolescente encetou a fuga quando o pai saiu de casa e foi trabalhar: "Quando ele regressou, entre as 12h e as 13h, ela já não estava. A porta da frente estava aberta. Foi devastador", afirmou, adicionando que os pais da menor analisaram as mensagens que havia trocado com o adulto: "Não havia nada estranho". Porém, horas depois, perceberam que havia sido comprado uma viagem com dinheiro para que as autoridades não fossem capazes de utilizar o telemóvel ou o computador da rapariga para a encontrar. "Ela é tímida mas muito inteligente" revelou o tio que referiu também que Grabowski utilizou o seu passaporte polaco para embarcar no voo.

As autoridades de Londres, Nottinghamshire e de Nova Iorque trabalharam em conjunto para encontrar Grabowski.