Desporto

Jesus já faz história no Fla

O Mengão ultrapassou o Internacional e garantiu presença nas meias-finais da Libertadores 35 anos depois. Grêmio é o último obstáculo antes do jogo derradeiro.

Por estes dias, a vida corre da feição a Jorge Jesus, que viu, na madrugada de quinta-feira, o Flamengo apurar-se para as meias-finais da Libertadores, após empatar a uma bola em Porto Alegre, beneficiando da vantagem (2-0) alcançada no Maracanã diante do Internacional.

Há 35 anos que o conjunto rubro-negro não atingia esta fase da mais importante prova de clubes sul-americana, num resultado histórico, que está a deixar os adeptos brasileiros cada vez mais rendidos ao técnico português.

O Fla já sabe, de resto, que na próxima fase irá enfrentar o Grêmio, que deixou pelo caminho o Palmeiras, próximo adversário de Jesus e companhia no campeonato brasileiro.

Já na outra meia-final desta champions sul-americana confirmou-se o cenário mais esperado: os argentinos do River Plate e do Boca Juniors confirmaram as respetivas superioridades nos desafios das meias e asseguraram um encontro que será uma reedição da final do último ano.

Depois da vitória do River numa final, recorde-se, marcada por vários incidentes, aquela que é conhecida como a maior rivalidade do futebol a nível mundial voltará a entrar em campo. Porém, com a prova a regressar apenas em outubro, o foco concentra-se em força no Brasileirão.

 

Flamengo lidera Brasileirão

Também no campeonato do Brasil, Jorge Jesus está em grande, depois de ter conduzido o Mengão à liderança.

O ex-treinador de Benfica e Sporting precisou de menos de dois meses para conduzir o Flamengo do terceiro posto à liderança da competição, que partilha agora com o Santos, ambos com  33 pontos.

A receção ao Palmeiras, atual campeão do Brasil, da jornada 17, será um jogo decisivo, uma vez que a equipa treinada por Luiz Filipe Scolari surge imediatamente a seguir, no terceiro posto, com menos três pontos (30).

Desde que se compremeteu com o emblema do Rio de Janeiro que Jorge Jesus garantiu que ganhar títulos era a sua meta primordial.

Ainda assim, o amadorense, de 65 anos, não escondeu as prioridades.

A conquista da Libertadores, que permite ao vencedor disputar o Mundial de Clubes, é, assim, o objetivo máximo para o português, que procura guiar o Fla ao sengundo título da história do clube depois da vitória em 1981.

Como tal, tornar-se o sucessor do Palmeiras no Brasileirão surge logo de seguida na lista de desejos. Também neste campo o Flamengo enfrenta uma seca de títulos há vários anos, não vencendo qualquer campeonato brasileiro desde 2009.

 

Copa é único desaire

O Mengão, seis vezes campeão do Brasil (2009, 91/92, 86/87, 82/83, 81/82, 79/80), não vence, de resto, um troféu desde a época 2012/13, altura em que se sagrou campeão da Copa Brasil.

A Copa foi, aliás, a única parte negativa até agora na história de Jesus em solo brasileiro, já que o Flamengo, recorde-se, foi eliminado nos quartos-de-final, numa eliminatória decidida através do desempate por pontapés da marca de grande penalidade.