Sociedade

Mulher provoca prejuízo de 30 mil euros ao atear incêndio num barracão

Foram causados danos monetários mas também estiveram em risco a integridade física e a vida das pessoas, assim como as habitações e a grande mancha florestal.

Uma mulher de 47 anos foi identificada e detida, pela Diretoria do Centro da Polícia Judiciária, pela presumível prática de dois crimes: um de incêndio florestal e outro de incêndio urbano, sendo que os factos criminosos ocorreram numa freguesia do concelho de Mortágua, em Viseu. De acordo com uma nota publicada no site oficial das força de segurança anteriormente referida, "a suspeita, no mês de agosto, à noite, presumindo-se o uso de chama direta, colocou um foco de incêndio em área urbana com mato e silvas, contígua à zona florestal povoada com eucaliptos e pinheiros".

Para além disso, numa madrugada de junho, também usando chama direta, incendiou um barracão numa área próxima a uma zona florestal com eucaliptos e pinheiros e destruiu bens e animais que se encontravam no seu interior "causando um prejuízo no valor de 30.000,00€". Foram causados danos monetários mas também estiveram em risco a integridade física e a vida das pessoas, assim como as habitações e a grande mancha florestal. O fogo não teve maiores proporções porque os bombeiros intervieram de forma rápida.

A alegada criminosa será presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.