Cultura

Mural de Bansky roubado em Paris

Esta não é a primeira vez que um dos murais do artista desaparece da capital francesa. Ainda este ano, a imagem de uma jovem, feita como tributo às pessoas que perderam a vida nos ataques de 2015, na sala de espetáculos do Bataclan, foi roubada de uma das saídas de emergência do espaço. 

Um dos murais do artista Bansky foi roubado este domingo de um sinal de trânsito, perto do Centro de Pompidou, em Paris. O mural mostrava um rato com uma máscara a agarrar um canivete. 

Apesar de a obra estar protegida por um vidro, os ladrões conseguiram roubar o mural, que está no centro da cidade francesa desde junho do ano passado. 

O Centro Pompidou lamentou a situação e disse que mesmo que a obra de arte não faça parte da sua coleção. "O centro estava orgulhoso de o artista ter escolhido uma parte do prédio para criá-la como uma homenagem aos eventos de maio de 68 - Bansky pintou a obra no 50º aniversário das revoltas estudantis de 1968, contra o governo de Charles de Gaulle -. Já apresentámos queixa", pode-se ler no comunicado.

Esta não é a primeira vez que um dos murais do artista desaparece da capital francesa. Ainda este ano, a imagem de uma jovem, feita como tributo às pessoas que perderam a vida nos ataques de 2015, na sala de espetáculos do Bataclan, foi roubada de uma das saídas de emergência do espaço. Também em agosto do ano passado, um mural do artista sobre o Brexit foi roubado da cidade de Dover. 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

. Fifty years since the uprising in Paris 1968. The birthplace of modern stencil art.

A post shared by Banksy (@banksy) on