Economia

Ryanair suspende 12 trabalhadores por incumprimento

Companhia aérea vai ainda instaurar processos disciplinares “com intenção de despedimento”. 

Doze trabalhadores portugueses da companhia aérea irlandesa Ryanair receberam uma nota de culpa onde informa que será aberto um processo disciplinar “com intenção de despedimento”.

A companhia aérea alega que estes trabalhadores não terão cumprido os serviços mínimos durante a greve que decorreu entre os dias 20 e 25 de agosto. Além disso, estes 12 trabalhadores foram suspensos “preventivamente” até que o processo disciplinar esteja concluído.

Segundo o Observador, que teve acesso a uma nota de culpa, a Ryanair acusa um trabalhador por “incumprimento dos deveres laborais e faltas de comparência ao trabalho”. “Como tem perfeito conhecimento, os voos para os quais estava convocado naquelas datas foram designados como serviços mínimos pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e pelo Ministério das Infraestruturas e Habitação”, refere ainda a nota. 

Depois de recebida a nota de culpa, o trabalhador tem agora dez dias para responder.

Nova greve

Depois da greve em agosto, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil entregou um pré-aviso de greve para o dia 27 de setembro. “Após o flagrante incumprimento da lei pela empresa, bem como a ineficácia do governo em enquadrar a companhia aérea e garantir direitos laborais portugueses inclusivamente durante a própria greve — sendo um deles a substituição de trabalhadores grevistas –, os trabalhadores decidiram por reiterar seu protesto com a construção duma nova greve”, lê-se no texto publicado no blog do sindicato.

De acordo com o documento, divulgado na mesma página, a direção do sindicato diz que não vê “qualquer fundamento para a fixação de quaisquer serviços mínimos”. Esta afirmação surge depois do que aconteceu na greve de agosto, quando o Governo decretou serviços mínimos que abrangiam os Açores, a Madeira, Berlim, Colónia, Londres e Paris.
O pré-aviso refere que a greve irá arrancar às 00h00 de dia 27 de setembro, terminando às 23h59.