Internacional

Mais uma derrota para Boris Johnson. Deputados britânicos rejeitam eleições antecipadas a 15 de outubro

Aguarda-se agora a promulgação do projeto de lei que visa evitar uma saída sem acordo a 31 de outubro

Foi chumbada, esta quarta-feira, pela Câmara dos Comuns, a moção que pedia eleições antecipadas a 15 de outubro, apresentada pelo governo britânico depois de aprovado o projeto de lei que bloqueia a saída do Reino Unido da União Europeia sem acordo.

298 deputados votaram contra e 56 votaram a favor. O partido Trabalhista, Liberais Democratas e o Partido Nacionalista Escocês (SNP abstiveram-se. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, precisaria de 434 votos para atingir a maioria de dois terços dos deputados da Câmara dos Comuns.

Aguarda-se agora a promulgação do projeto de lei que visa evitar uma saída sem acordo a 31 de outubro  O processo de aprovação na Câmara dos Comuns foi concluído esta quarta-feira e vai agora passar para a Câmara dos Lordes.

Num dia de derrotas para Boris Johnson, o primeiro-ministro britânico atacou Corbyn referindo que este se tornou "no primeiro líder da oposição da história do Reino Unido a recusar ir a eleições".