Politica

PSD/Cascais trava regresso de António Capucho

Pedido de refiliação foi analisado esta quinta-feira

A concelhia PSD/Cascais chumbou por unanimidade o pedido de refiliação de António Capucho.

Recorde-se que o partido liderado por Rui Rio anunciou na segunda-feira que “António Capucho, militante histórico do PSD” iria regressar ao partido. No entanto, a decisão ficou nas mãos da concelhia PSD/Cascais.

Era sabido que o regresso de Capucho não deveria ser consensual, nomeadamente devido à aproximação do ex-presidente da Câmara de Cascais ao Partido Socialista depois de ter sido expulso do PSD. Capucho apoiou António Costa nas últimas eleições legislativas, em 2015, e Francisco Assis, em 2014, nas europeias. Alguns dirigentes do partido partilharam, nas redes sociais, uma fotografia de Capucho a discursar na Convenção Nacional dos socialistas.

Ao i, o ex-presidente da câmara de Cascais confirmou que entregou o pedido de refiliação com o objetivo de “expressar publicamente a vontade de colaborar numa luta muito difícil que está em curso”.

Assim, Capucho não vai voltar ao PSD, partido do qual foi expulso em 2014 depois de ter apoiado a candidatura independente de Marco Almeida à Câmara de Sintra. O fundador do partido foi desde o início um crítico da política de Passos Coelho, mas nunca fechou a porta a um eventual regresso se o partido seguisse outro caminho.