Internacional

Mulher doou rim ao ex-marido para que filhas não perdessem o pai

“Para mim estava a dar um rim ao pai das minhas filhas e ao meu melhor amigo"

Uma mulher britânica doou um rim ao ex-marido para que as filhas não perdessem o pai. Depois de um ano à espera de um transplante renal, Dan Pyatt, de 44 anos, viu a antiga companheira salvar-lhe a vida.

O caso aconteceu no Guy’s Hospital, em Londres. Com o cenário cada vez menos positivo, Kelly Hope decidiu doar um dos seus rins como algo que descreve como um ato de amor.

O hospital em questão garante que nunca havia presenciado uma história assim. Os vários exames de compatibilidade deram positivo e o ex-casal, divorciado há cinco anos, avançou para a cirurgia.

"Podemos não estar casados agora, mas continuamos a ser uma grande família e tive que fazer esse sacrifício para mantê-la unida", disse a mulher em declarações à imprensa britânica.

A cirurgia correu bem e agora, tanto Dan como Kelly, estão estáveis.

Kelly e Dan conheceram-se quando tinham apenas 11 anos. Começaram a estar juntos aos 18 anos e, 13 anos depois, acabaram por casar. Foi pouco antes do primeiro aniversário de casamento do ex-casal que Dan foi diagnosticado com uma doença renal incurável.

O estado de saúde do homem foi piorando e vários problemas profissionais começaram a afetar a relação. Posteriomente chegou a decisão da separação, ainda assim a mulher nunca deixou de acompanhar Dan, com quem tem duas filhas em comum, ao hospital, depois de lhe ser dito que a única solução para o seu problema era um transplante renal.

"Arriscar a própria vida para ajudar alguém é incrível. A Kelly será sempre a minha heroína", disse Dan.

“Para mim estava a dar um rim ao pai das minhas filhas e ao meu melhor amigo desde os 11 anos”, confessou a mulher.