Internacional

Filho de Bolsonaro posa ao lado do pai no hospital com arma de fogo à cintura

Recorde-se que o chefe de Estado brasileiro foi substituido pelo vice-Presidente, Hamilton Mourão, durante a intervenção cirúrgica para corrigir uma saliência que surgiu após ter sofrido um atentado na sua campanha eleitoral, no ano passado, em Minas Gerais. 

Eduardo Bolsonaro tirou uma fotografia ao lado do pai, Jair Bolsonaro, que está hospitalizado depois de ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica, que se tornou polémica nas redes sociais.  

Apesar da intenção do filho do presidente ter sido agradecer à equipa médica pelo seu trabalho e a todos os que apoiaram Jair Bolsonaro, não foi isso o que mais saltou à vista de quem viu a publicação. Eduardo Bolsonaro posou ao lado do pai num hospital com uma arma de fogo à cintura, uma Glock.

O filho de Bolsonaro é polícia federal logo tem licença de porte de arma e é um defensor ativo da posse das armas de fogo.

Recorde-se que o chefe de Estado brasileiro foi substituido pelo vice-Presidente, Hamilton Mourão, durante a intervenção cirúrgica para corrigir uma saliência que surgiu após ter sofrido um atentado na sua campanha eleitoral, no ano passado, em Minas Gerais. 

Segundo o Palácio do Planalto, sede da Presidência brasileira, Bolsonaro deverá retomar as suas responsabilidades esta quarta-feira, mesmo estando no hospital. 

De acordo com o porta-voz da Presidência brasileira, Otávio Rêgo Barros, é esperado que Bolsonaro fique cerca de 10 dias em repouso após a operação, no entanto, tudo irá depender da sua evolução clínica.