Sociedade

Quase nove em cada dez portugueses estão “muito” preocupados com as alterações climáticas

Portugal está acima da média da União Europeia (79%) no que diz respeito à preocupação face às alterações climáticas.

Depois de no mês de abril terem sido feitos, presencialmente, 1012 inquéritos acerca do tema, o Eurobarómetro divulgado esta quarta-feira revela que quase 9 em cada 10 portugueses está realmente preocupado com as alterações climáticas, cerca de 87% dos inquiridos manifestaram preocupação, enquanto a média europeia se traduz em 79%.

Por outro lado, 11% dos portugueses inquiridos considera que o assunto é “relativamente sério” e apenas 1% desvaloriza.

Apesar da grande preocupação com o tema, os portugueses parecem ter uma posição menos extremada do que os restantes europeus, pelo menos do que a média. Quando questionados se as alterações climáticas serão o problema mais sério que o mundo enfrenta,  19 em cada 100 portugueses responderam que não, enquanto a média europeia se situa nos 23%.

Portugal volta a estar acima da média no que diz respeito às medidas adotadas para combater este problema. 74% dos entrevistados afirmou adotar na sua vida medidas para o combate às alterações climáticas. Nos últimos seis meses, 74% dos entrevistados diz ter escolhido comportamentos mais ambientais. A redução do lixo produzido e o aumento da reciclagem são as medidas que colocam os portugueses acima da média europeia, que é de cerca de 60%. Apesar de já não ser tão comum, muitos dos portugueses inquiridos começaram também a preocupar-se com a eficiência energética dos eletrodomésticos.

Mas é quando se fala de políticas a adotar que os portugueses mais concordam. Apenas 3% dos portugueses não concorda com o objetivo que a UE estabeleceu de se tornar neutra em emissões de carbono até 2050. Também o estabelecimento de metas para o aumento do uso de energias renováveis até 2030 (96%) e a melhoria da eficiência energética (95%) é algo onde quase todos os portugueses inquiridos estão de acordo.

A Comissão Europeia reafirmou, esta quarta-feira, em Bruxelas, o envolvimento da UE com os compromissos ambientais, que serão apresentados ainda este mês em Nova Iorque, na Cimeira de Ação Climática promovida pela Organização das nações Unidas (ONU).