Politica

Morte de Roberto Leal leva PS a cancelar campanha

Numa nota, os socialistas apresentam as "condolências à família e amigos de Roberto Leal e a toda comunidade portuguesa no Brasil". 

O PS cancelou as atividades de campanha marcadas para esta segunda-feira, em São Paulo, no Brasil, que contavam com a participação de Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros e candidato socialista ao círculo Fora da Europa.

O partido liderado por António Costa esclareceu, através de um comunicado enviado às redações, que tomou a decisão de cancelar a ação após o anúncio da morte do cantor Roberto Leal, este domingo, que vivia com a família em São Paulo, a cidade onde estava prevista a iniciativa. 

Os socialistas ainda prestaram as "condolências à família e amigos de Roberto Leal e a toda a comunidade portuguesa no Brasil", na referida nota. 

O artista morreu na madrugada deste domingo, aos 67 anos, avançou hoje José Cesário, antigo secretário de Estado das Comunidades e da Administração Local, nas redes sociais. Roberto Leal, que estava internado desde quarta-feira, morreu vítima de um cancro que o impedia de andar.