Desporto

Ásia. Vítor Pereira fora da Liga dos Campeões

O Shanghai SIPG foi eliminado nos quartos-de-final, um dia depois de o Al Nassr de Rui Vitória ter tido o mesmo destino

O Shanghai SIPG, orientado por Vítor Pereira, está fora da Liga dos Campeões asiática. O conjunto do técnico português não perdeu qualquer jogo nos quartos-de-final, mas acabou por ser eliminado pela regra dos golos apontados fora de casa: depois do 2-2 na China, na primeira mão, esta terça-feira empatou 1-1 no terreno dos japoneses do Urawa Reds.

O campeão chinês, de resto, esteve sempre em desvantagem na eliminatória. Na primeira mão, chegou a estar a perder 0-2, conseguindo empatar através de duas grandes penalidades cobradas por Hulk; desta feita, o antigo avançado do FC Porto não foi opção para Vítor Pereira e foi novamente o Urawa Reds a adiantar-se no marcador, aos 39 minutos, beneficiando de um autogolo do guarda-redes Yan Junling. Wang Shenchao viria a conseguir empatar aos 60', mas este seria mesmo o único tento do Shanghai, que assim se despede da prova.

Nas meias-finais, além do Urawa Reds (onde jogam os antigos atletas do Portimonense Maurício, Ewerton e Fabrício), está também já o Al Sadd, que na primeira metade da temporada foi orientado por Jesualdo Ferreira e agora tem no banco Xavi, lenda do futebol espanhol. O campeão do catar afastou o Al Nassr, de Rui Vitória, ao vencer por 3-1 na segunda mão, depois de ter perdido por 2-1 na Arábia Saudita.

O golo que garantiu o apuramento à equipa catari surgiu aos 83', numa grande penalidade muito contestada pela equipa saudita - e que motivou mesmo duríssimos protestos de Rui Vitória e seus adjuntos após o apito final, com a segurança obrigada a intervir para serenar os ânimos da equipa técnica portuguesa.